fbpx
quando-so-quero-desistir

Quando Só Quero Desistir (Livro Mais Vendido) | Prólogo + Introdução + Capítulo 1

Quando Só Quero Desistir

PRÓLOGO – Cemitério de Lágrimas

Em algum momento, entre o fim da vida do cristão nesta terra e a chegada dele na morada eterna, as lágrimas são sepultadas para sempre. Na Nova Jerusalém, não haverá mais dor, sofrimento, choro, morte, doença, depressão, decepção, traição, etc. Um dia, quem estiver em Cristo chegará lá. Então, todas as lágrimas terão ficado enterradas.

Não haverá velório. Não participaremos do enterro. Nem sequer perceberemos o momento em que já estará sepultado tudo aquilo que, enquanto ainda estávamos nesta vida, nos machucava tanto. Tudo que agora pode nos levar a só querer desistir.

Mas como não parar antes que esse dia chegue? Como não desanimar, quando nossas lágrimas ainda estão bem vivas, descendo úmidas, molhando o rosto, e afiadas, cortando o coração?

Será que não há nada que possamos fazer, a não ser esperar chegar ao Céu, quando todas as dores terão ficado sepultadas para sempre?

No fim do livro, voltaremos a essas perguntas.

—————————————

INTRODUÇÃO – Considerações Iniciais Importantes

Antes que você comece a ler, peço sua atenção a algumas coisas que tenho a dizer. Não é nada relacionado diretamente ao assunto da obra. Trata-se de alguns apontamentos que julgo importantes. Com isso, espero que você entenda melhor minhas motivações e intenções, ao escrever sobre um assunto tão delicado.

Só o Espírito Santo pode nos ensinar na esfera espiritual, e Ele sempre o faz com base no firme fundamento das Escrituras. Portanto, como faço em todos os meus livros, procurei depender da ajuda dEle em cada letra, frase, parágrafo e página. Contudo, ressalto que você também precisa do mesmo Espírito de Deus para lhe ajudar a entender e lhe revelar tudo o que Ele quiser, mesmo sobre situações que eu sequer tenha pensado ou escrito diretamente.

Procurei escrever esta obra com base nas Escrituras, pois quando assim o fazemos, construímos em terreno sólido. Ao ler, tenha em mente que Jesus Cristo é a própria Palavra viva de Deus. Portanto, Ele falará ao seu coração da maneira que quiser, de modo condizente com o que você precisar, mesmo que eu tenha sido imperfeito em muitos trechos do texto. Não se esqueça que tenho limitações humanas, iguais as suas, pois sou só um pecador salvo pela Graça de Deus, em nada diferente de qualquer cristão.
Outra coisa muito importante é que, de jeito nenhum eu tenho a pretensão de diminuir ou mesmo desqualificar os problemas de ninguém. Sei que só quem passa por algo, sabe o que se sente. Outros podem até tentar imaginar, mas nunca saber exatamente como fica a mente e o coração de alguém que está sofrendo. Somos criaturas únicas; diferentes; portanto, cada um reage às dificuldades de forma distinta. Apenas Deus conhece as profundezas do ser de cada um. E com base nas Escrituras e ajuda do Espírito Santo, tenho certeza que Ele falará com você durante a leitura, da mesma forma que o fez comigo, enquanto escrevia.

Você verá que usei minha experiência de escritor de ficção em diversos trechos do texto, de modo que conseguisse facilitar a assimilação dos conceitos e aplicações. Histórias são muito eficazes para ensinar e aprender. Não foi a toa que mesmo o nosso Senhor, em diversas ocasiões, recorreu a elas. As parábolas de Jesus nos ensinam, com simplicidade, verdades espirituais transcendentais. É claro que não estou tentando me comparar a Cristo. Ele é incomparável, pois é o próprio Deus criador, que desceu do céu e andou entre nós. Entretanto, em alguns momentos, durante o fluxo de escrita, com a ajuda do mesmo Espírito Santo que estava sobre nosso Senhor, também procuro usar histórias, de forma que melhor possa me fazer entender.

De maneira alguma, pretendo que esse livro esgote o tema. Há muito mais que já foi dito e que ainda o pode ser, sobre dor, sofrimento, dificuldades e vontade de desistir. Todavia, escrevendo de forma direta e bem objetiva, procurarei conduzir você a encontrar nas aflições uma oportunidade única de conhecer e prosseguir em conhecer o Senhor.

Talvez você já tenha passado ou ainda vá passar por circunstâncias que lhe levarão a ter vontade de jogar a toalha. Pode ser até que esteja lendo este livro, a fim de ajudar alguém que vive momentos em que só quer desistir. O fato é que um dia você precisará deparar-se com o que conversaremos aqui. O dia mau sempre vem, ainda que demore. E quando chegar, espero que você aproveite a oportunidade secreta que vem junto dele. Oportunidade de ter experiências indescritíveis com o glorioso Rei do Universo.

No mais, que Deus, assim como me ensinou muito enquanto escrevia, também abra o seu entendimento, não para o que eu quero dizer, pois sou um ser humano, como você, mas para o que Ele quer lhe ensinar, por meio do que escrevi.

Boa leitura!

Que a Graça do Senhor Jesus seja conosco, sempre!

—————————————

CAPÍTULO 1 – Então, é Assim?

Não é como eu pensei
Em 1999, recém-convertido e ainda com meus cabelos compridos, terminei o segundo grau, onde também me formei como técnico em informática. Já namorava minha esposa e queríamos muito casar. Então, não havia tempo a perder. Queria começar a faculdade, para logo trabalhar!

No começo do ano 2000, com dezessete anos, por gostar de tudo que tinha estudado sobre computadores até ali, fiquei bem animado quando consegui uma boa bolsa de estudos (de 80%) para fazer faculdade de Tecnologia da Informação. Só que as coisas não foram bem do jeito que eu imaginava.

No início do primeiro semestre, eu pensava: Onde estão os computadores? E as aulas de análise de dados e linguagens de programação? Quando vamos aprender a fazer sites e programas para a internet? No entanto, não dizia nada. Afinal, meus colegas achavam que eu entendia do assunto, pois já era formado como técnico.

Mas com o passar dos dias, outros colegas de curso já começaram a dizer coisas parecidas com as que eu pensava. Até que, finalmente, começamos a comentar entre nós e perguntar aos professores. E foi assim que eu descobri que estava em uma faculdade de exatas, onde teria que fazer cinco disciplinas de matemática e cinco de física. Se no segundo grau, eu soubesse o que viria pela frente, não teria reclamado da dificuldade das matérias. As aulas de lógica e cálculo, por exemplo, quase me enlouqueceram. Computador mesmo, só fomos pegar lá pelo terceiro período, já no segundo ano de faculdade. Embora essas e outras disciplinas de exatas tenham me rendido, além da formação em Tecnologia e Análise de Sistemas, a possibilidade de lecionar matemática e física (só com um semestre a mais de licenciatura), não foi nada fácil chegar ao fim. Confesso que na hora de olhar para todos aqueles números, símbolos e axiomas esquisitos, eu só pensava em uma coisa: onde é que eu fui me meter! Isso não é o que eu pensei que seria.

A vida não vem com manual. Mas a caminhada cristã sim. Esse manual está nas Escrituras. O problema é que, assim como eu não me interessei em saber mais sobre a faculdade em que me matriculei, pois acreditava só no que imaginava e no que ouvia outros falarem, muitos chegam a uma igreja e se convertem (ou acreditam que o fizeram), sem que tenham ouvido, ou mesmo procurado saber sobre como é a vida cristã. Sobretudo no que se refere aos problemas e sofrimentos da vida.

A complicação é grande, pois de uns trinta anos para cá (escrevo em 2019), a maioria das pregações que se popularizaram no Brasil vieram carregadas de doutrinas estranhas, sem base nas Escrituras. Tais ensinamentos, extremamente triunfalistas, prometem um mar de rosas para quem se converte. E isso leva pessoas ao erro de acreditar que devem ir a Jesus para ter todos os seus problemas resolvidos, além de passar a estar imune a novas adversidades. Portanto, sem medo de errar, por minha experiência de quase quinze anos como pastor, afirmo que a maioria dos cristãos que, vez por outra, só querem desistir, devido a variados tipos de problemas, sentem-se como eu me senti no início da faculdade. Assim como eu não imaginava que precisaria estudar tanto física e matemática, não achavam que Deus os deixaria passar pelo que passam. Se é o seu caso, até o fim da leitura, eu garanto que você jamais enxergará o mundo e sua vida da mesma forma.

Mas é claro que nem todos se encaixam nisso. Eu mesmo, tive uma base bíblica sólida na igreja Metodista, a qual devo muito da minha caminhada no Evangelho. É certo que ainda há um remanescente de igrejas e pastores que permanecem pregando o Evangelho fiel, conforme as Escrituras. Contudo, o fato de sabermos que não somos supercrentes, imunes a problemas, não anula a forma como tendemos a nos sentir quando precisamos passar por lutas tão dolorosas, que talvez jamais pensássemos que Deus permitiria que passássemos, por mais que saibamos que o dia mau sempre vem.

Então, daqui para frente, estamos todos iguais. Seja quem ouve um evangelho triunfalista e se surpreende diante dos problemas, ou quem já sabe que aflições fazem parte da vida cristã. Em comum, as circunstâncias difíceis, que chegam e machucam.

Todos podemos experimentar situações tão terríveis, que cheguem a nos levar a só pensar em desistir. É isso mesmo. Me coloquei junto. Também passei e passo por isso. Mas a boa notícia é que há mistérios revelados na Bíblia que, além de nos ajudarem a não desistir, também podem nos fazer sair muito mais cheios de Deus, de todos os vales por onde tivermos que passar.


É assim!
Respondendo a pergunta que dá título ao capítulo: é assim, sim! Deus sabe que sofremos. Ele permite que passemos por vales escuros. Não há garantias de que não teremos problemas. Em sua soberania, o Senhor, muitas vezes, embora ouça e não fique indiferente a todas as nossas súplicas, não age da forma que queremos. Por uma razão que só Ele conhece, o milagre de que tanto precisamos, em diversas ocasiões, não chega. Ou demora muito, até acontecer.

É claro que não espero que você apenas acredite nisso, porque eu estou dizendo. No decorrer do livro, porém, vamos conferir o que as Escrituras dizem sobre todas as afirmações que faço. E eu garanto que você vai se surpreender com quanto de glória há, pronta para nos ser revelada, quando encaramos nossas tribulações da forma que Deus deseja.

Vitória e glória
Para finalizar este primeiro capítulo, preciso que algo fique bem claro: essa não é uma leitura triste. Você não está diante de um livro depressivo e conformista. Pelo contrário. Perceberemos juntos, que há mistérios e experiências inexprimíveis, que o Altíssimo tem a desvendar diante de nossos olhos.

Quando eu só quero desistir, o caminho que Deus me apresenta é de vitória, não de derrota. O mar que Ele coloca diante de mim é de glória, não de trevas. Ele é o protagonista e eu parte de um plano de amor e redenção, não de sadismo e perdição. A mensagem que o Pai tem para mim é de expectativa e esperança, não de inviabilidade e ilusão vazia.

Quando você só quer desistir, como veremos, Jesus Cristo está ao seu lado, levando-lhe a perseverar e continuar, jamais a desanimar e parar.

E para começarmos ter noção do tamanho do resplandescente brilho de glória que está diante de nós, sempre que sofremos, precisamos começar a olhar bem no início, quando no princípio, criou Deus os céus e a terra…

—————————————

Adquira o seu e continue lendo? bit.ly/2nqrKn1
Impresso: R$ 37,90 (Frete Grátis pra todo ??)
Digital: R$ 17,90 (Em PDF, para ler no celular ou computador)

Pr. Raphael Melo

(Visited 77 times, 1 visits today)

Comentários do Facebook

Post anterior
Aniquilação – A Última Hora (1º da Trilogia) | Prólogo + Capítulo 1
Próximo post
Espada Pelo Senhor!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu