fbpx
Segundo Chamado

Segundo Chamado

“Mas o Senhor disse a Ananias: “Vá! Este homem é meu instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e seus reis, e perante o povo de Israel. Mostrarei a ele o quanto deve sofrer pelo meu nome”.” Atos 9:15,16

Todo cristão é chamado por Deus, pois ninguém pode vir a Cristo se o Pai não o trouxer (João 6:44). Contudo, na minha caminhada cristã tenho percebido que o verdadeiro chamado de Deus consiste em duas etapas: Um convite à Graça e outro ao sofrimento. O primeiro convite é aceito facilmente, mas o segundo é aceito por poucos.

Explicando melhor, qualquer pessoa que entende a obra da redenção, se vê diante da Graça de Deus manifestada por seu amor na entrega de seu único filho na cruz, rende-se a ela. Quão boa é a notícia de saber que o Deus todo poderoso te ama e te quer bem não é verdade?

Pois é, mas para quem deseja mergulhar nessa Graça e experimentá-la na sua totalidade, conhecendo e andando perto de Cristo, precisa atender ao segundo convite: o sofrimento.

Pastor, porque sofrimento? Porque quem deseja amar a Deus e ao próximo neste mundo sofre, simples assim. Basta ler em I Coríntios 13 onde diz que o “amor é sofredor”.

Cristo disse a Ananias sobre Paulo: “Vá! Este homem é meu instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e seus reis, e perante o povo de Israel. Mostrarei a ele o quanto deve sofrer pelo meu nome.

Em Atos 5:41, os discípulos jubilaram em alegria após uma tremenda surra pro se encontrarem dignos de “sofrer por Cristo”. Foi Jesus mesmo quem disse: “Se eu que sou Senhor me perseguiram, quanto mais a vocês que são servos”.

O convite ao sofrimento é recusado no meio evangélico. Aliás, é sinal de derrota. Crente tem que ser vitorioso, ter bom emprego, casa própria, saúde e ter tudo de bom que este mundo pode proporcionar.

O resultado é que poucos realmente tem experimentado da Graça de Deus. Só é possível experimentarmos plenamente a Graça de Deus se aceitarmos o convite ao sofrimento.

Os maiores milagres que Israel viveu foi durante o deserto e não na terra prometida. Nuvem de dia, coluna de fogo a noite, água da rocha, pão do céu, mar se abrindo, nenhuma enfermidade entre o povo, sandálias e roupas que não gastavam e tantos outros foram vividos só no deserto.

Ei você que lê esse artigo… Deus está mais presente nos desertos e nos vales. A Glória de Deus brilha mais em nossa vida quando, segundo nós, estamos nos piores momentos. É ali, quando nada temos a fazer que Deus mostra seu poder e somos arrebatados por sua graça.

Quando Estevão estava sendo apedrejado pelos judeus, viu os céus abertos e Cristo assentado à direita de Deus (Atos 7). Eu e você somos convidados a abraçar o sofrimento, assim como fez Cristo.

Portanto, saiamos até ele, fora do acampamento, suportando a desonra que ele suportou. Pois não temos aqui nenhuma cidade permanente, mas buscamos a que há de vir.Hebreus 13:13,14

O sinal que um cristão foi reconciliado com Deus em Cristo é quando ele pega sua cruz e apresenta aos perdidos o mesmo caminho de reconciliação que percorreu. É ser sal da terra e luz neste mundo em trevas. É ser diferente, é amar, é falar a verdade, é compartilhar com quem não tem, é chorar com os que choram e se alegrar com os que se alegram.

Para parecermos com Cristo em sua Glória é preciso parecermos com Ele em seus sofrimentos. Não tem um caminho “mais fácil”. Vem quem quer! É apenas um convite que Deus faz, lembra?

Quando Paulo teve um encontro com a Graça de Deus no caminho para a cidade de Damasco e tudo mudou na vida dele. Paulo teve revelações indizíveis aos homens (II Coríntios 12:2-4), mas a partir daquele dia seu chamado foi sofrer pelo nome de Jesus.

Paz!

Pr. Luciano Thomé

P.S.: Por favor, se você gostou desse artigo, comente abaixo e compartilhe-o agora mesmo no Facebook, e seja instrumento de Deus para que mais pessoas sejam tocadas por essa mensagem. Muito obrigado! 🙂

(Visited 114 times, 1 visits today)

Comentários do Facebook

Post anterior
Parasitas Existenciais
Próximo post
Pescador de Homens

Posts Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.