fbpx
que-voz-você-quer-ouvir

Que Voz Você Quer Ouvir?

Artigos
Nenhum comentário

Claro, tenho certeza de que dirá querer ouvir a voz de Deus. Contudo, a pergunta refere-se a vozes humanas, que dizem falar em Nome dEle.

Com correntes teológicas divergentes à parte, há basicamente duas vozes que se pode ouvir. E a diferença é clara.

A primeira é a voz dos pastores e líderes que focam suas pregações no que Deus pode nos dar neste mundo. Nos problemas que Ele pode resolver, na doença que Ele pode curar, na prosperidade financeira que Ele pode dar, na carreira de sucesso que Ele pode conceder, no casamento que Ele pode restaurar, no vício, do qual Ele pode libertar, e coisas semelhantes a essas.

Vale ressaltar que Deus realmente pode fazer tudo isso. E faz! Entretanto, quando a pregação da salvação e da Graça são apenas um meio para se chegar a bênçãos terrenas, o problema é enorme, pois a própria essência do Evangelho fica prejudicada.

Mas voltando a essa primeira voz, os que a compõem, mesmo em seus mais variados segmentos na esfera evangélica, sempre se baseiam mais no que o Senhor pode fazer ou dar neste mundo, do que na salvação, na própria pessoa de Cristo e na esperança futura de eternidade.

Deste lado, estão as campanhas sucessivas, as barganhas visando altas ofertas, o discurso centrado no homem e não em Deus, o triunfalismo, as pregações motivacionais e de coaching, as profecias de que o Brasil e o mundo seriam restaurados, os atos proféticos prometendo fim da corrupção, do carnaval, da festa de Barretos e de outras coisas, etc.

Espero que você compreenda bem este texto, pois não sei qual voz você tem ouvido até hoje, mas agora é tempo de escolher, de uma vez por todas, entre uma das duas.

A segunda voz não vem de muitos. É a voz que centraliza tudo em Deus, colocando Cristo e o Evangelho acima de qualquer coisa, bem como a esperança futura da eternidade a frente de qualquer bênção que possa ser recebida nesta terra. Os poucos que a emitem não negam que Deus seja poderoso e nos abençoe, muitas vezes, fazendo milagres, mas entendem que isso é só um detalhe, se comparado ao milagre de termos sido regenerados pela Graça e de termos vida eterna, em Cristo Jesus. Esses, vivem nesse mundo, mas não estão apegados a ele, pois sabem que não são daqui. Creem que o Senhor é Todo Poderoso e Soberano, mas entendem que tudo que Ele faz é primeiramente para ser glorificado, e não para satisfazer as nossas vontades.

Deste lado, estão os solitários, ofendidos, acusados de não crerem no poder de Deus, etc. Daqui, saem, há muito tempo, as vozes que dizem que o mundo não vai melhorar, na medida em que nos aproximamos do fim. Compondo esta segunda voz, estão os pregam, sendo apedrejados por multidões, que não haverá restauração do país e que todos esses atos proféticos não são bíblicos, pelo simples fato de estarmos próximos da volta de Cristo e das Escrituras nos dizerem que nesse período a situação do planeta seria cada vez mais terrível.

E entenda que não estou falando de avivamento. Pois Deus pode avivar sua Igreja, mesmo no meio do caos. Para isso, Ele não precisa acabar com o carnaval e nem com a corrupção. Portanto, a voz daqui crê em avivamento, só não liga-o a melhora da vida neste mundo.

A primeira voz coloca o apego ao que é da terra acima de tudo. A ponto de evitarem falar de pecado, porque não é popular e esvaziaria a igreja.

A segunda, deseja que o país melhore, que a iniquidade recue, que se possa ter um boa e confortável vida aqui, e até ora por essas coisas, mas não faz delas o centro de sua mensagem.

Agora, nesse momento de pandemia e de sinais da volta de Cristo se multiplicando, pense comigo: quem estava com a razão? O Brasil foi restaurado e tudo melhorou no mundo? O carnaval acabou? A festa do peão virou um festival só ao Senhor? A corrupção deixou de existir? O que foi declarado e profetizado em tantos atos proféticos aconteceu? Todas as pessoas que deram o que tinham e o que não tinham em barganhas ficaram ricas? Todos os doentes são curados? Todos os problemas resolvidos? Não, não é?

Quem será que estava com a razão?

A segunda voz, agora, mantém o mesmo discurso, dizendo que se houver melhora, será temporária ou até um sinal de que chegou a hora, pois o anticristo trará falsa paz e segurança, para que o mundo o aceite como líder e “salvador” da humanidade. Enquanto isso, a primeira, mesmo diante de tantos sinais, continua se apegando a este mundo e declarando que tudo vai passar e o Brasil será transformado.

A primeira diz: Tudo vai ficar bem e Deus dará bênçãos dobradas nesta terra aos que crerem e participarem das campanhas, derem ofertas, fizerem atos proféticos, não abandonarem as igrejas, etc. Chegam até ao cúmulo de evitar pregar sobre a volta de Cristo, de tanto que seus olhos estão fixados nesta vida.

A segunda clama: Oremos para que o Senhor abençoe nossas vidas e nosso país, mas que todos saibam que Ele está voltando. Arrependam-se e creiam no Evangelho. O tempo é curto. Não se deixem enganar, confiando cegamente em falsos profetas, mídia, organizações internacionais, potências econômicas, governos ou qualquer tipo de liderança mundial, pois quando a besta chegar, todas essas estruturas estarão nas mãos dela. É bíblico. Não dá para fugir. Ninguém vai impedir o Apocalipse.

E então, que voz você vai ouvir?

É tempo de decidir.

E a qual delas você juntará a sua própria voz?

Com amor, nAquele que é suficiente, mais valioso que todos os tesouros da terra e está voltando para buscar os seus e julgar os que amaram seus pecados e este mundo caído,

Pr. Raphael Melo

Já conhece meus livros??? bit.ly/2olLWqA

(Visited 94 times, 1 visits today)

Comentários do Facebook

Post anterior
A Violência do Pecado Sexual
Próximo post
O Que Parece é e não é

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu