fbpx

Prêmio Eterno

“Vocês não sabem que dentre todos os que correm no estádio, apenas um ganha o prêmio? Corram de tal modo que alcancem o prêmio. Todos os que competem nos jogos se submetem a um treinamento rigoroso, para obter uma coroa que logo perece; mas nós o fazemos para ganhar uma coroa que dura para sempre. Sendo assim, não corro como quem corre sem alvo, e não luto como quem esmurra o ar. Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de ter pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado.” 1 Coríntios 9:24-27

Para uma pessoa tornar-se um atleta de alto desempenho, que venha a ser campeão mundial ou olímpico, desde tenra idade, a mesma precisa submeter-se a um treinamento rigoroso.

O texto de Paulo fala de um corredor (atletismo), mas poderia ser um ginasta, nadador, lutador ou qualquer outro atleta relacionado a algum esporte individual.

Fato é que esse atleta precisa ser muito disciplinado, focado e atento a tudo que gira em torno do seu esporte. Dessa forma, posso imaginar os intermináveis treinamentos para ajustar pequenas imperfeições de movimentos, tudo para alcançar o máximo desempenho. Aliado a isso, uma alimentação rigorosamente planejada, visando a melhor absorção e aproveitamento do organismo.

Fora isso, tem-se a abdicação do lazer, tempo para amigos e família. Alguns passam todo o período de treinamento longe de tudo e todos.

TUDO ISSO POR UM PRÊMIO QUE PERECE!

Nosso irmão Paulo fala que como eles, o cristão verdadeiro corre para ganhar um prêmio, só que infinitamente superior e que NÃO PERECE, Cristo. Ele afirma que o verdadeiro cristão, como esses atletas, é aquele que se submete a todo tipo de disciplina, estudo, dentre outras coisas, para ganhar a Cristo.

É preciso, muitas vezes, deixar de lado tempo com família, lazer e tudo o que possa vir a nos atrapalhar em fazer a vontade de Deus para nossas vidas, pois só nEle é que encontramos capacidade para alcançarmos nosso prêmio. Paulo chega a afirmar em Filipenses 3:8, que considera tudo isso como esterco para alcançar o conhecimento de Cristo.

A pergunta é: Qual prêmio você tem buscado alcançar?

Todo cristão tem um comissionamento, um chamado. Para alguns esse chamado é lutar pelo avanço do Reino de Deus, alargar as estacas, expandir e para isso é preciso ser um guerreiro. Como Paulo fala no texto, você não pode lutar como quem esmurra o ar. Não!

Saiba que nosso adversário está com a guarda levantada esbofeteando nossa cara e precisamos, além de nos defender, atacar.

Se você deseja ser um cristão que Deus deseja usar, não só para desfrutar do Reino, mas para junto do Senhor, avançar lutando contra toda força opositora do inferno, você precisará ter mais dedicação, disciplina e amor que os atletas que competem por algo que perece, pois você luta pelo que é Eterno.

As armas à sua disposição são poderosas em Deus: Oração intercessória, Pregação do Evangelho e o Amor, que é a grande marca do cristão.

É tempo dos que são chamados pelo nome do Senhor voltarem-se para o propósito pelo qual foram escolhidos desde a fundação do mundo. Muitos estão adormecidos, mas é hora de acordar. Se você é um deles… ACORDE!

Os que lutarão à frente, com o Senhor, precisam entender que não dá para querer ganhar dois prêmios. Não dá para se preocupar em conquistar uma carreira secular e achar que vai dar o seu melhor ao Senhor.

Veja bem, não estou fazendo apologia para as pessoas largarem tudo de supetão, mas é preciso entender que chegará um tempo em que serão requisitados 100%, full time, na obra do Senhor, e por isso não adianta sonhar com “prêmios” paralelos, pois quanto mais presos estivermos às coisas desse mundo, mas complicado será abandonar tudo pelo Senhor.

Por isso, é de muito bom senso entender que agora você pode até estar “construindo tendas” (Atos 18:1-3; I Tessalonicenses 2:9; II Tessalonicenses 3:7-9), para manter-se enquanto não é tempo, mas a qualquer momento aquele que supre todas as coisas pode lhe chamar e você vai precisar largar tudo para levar a mensagem do Evangelho.

Será que Cristo é realmente seu prêmio? Seus pensamentos, atitudes, projetos de vida condizem com quem quer realmente esse prêmio?

Para finalizar vou deixar mais dois textos para sua reflexão.

“E também será como um homem que, ao sair de viagem, chamou seus servos e confiou-lhes os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro dois, e a outro um; a cada um de acordo com a sua capacidade. Em seguida partiu de viagem. O que havia recebido cinco talentos saiu imediatamente, aplicou-os, e ganhou mais cinco. Também o que tinha dois talentos ganhou mais dois. Mas o que tinha recebido um talento saiu, cavou um buraco no chão e escondeu o dinheiro do seu senhor. “Depois de muito tempo o senhor daqueles servos voltou e acertou contas com eles. O que tinha recebido cinco talentos trouxe os outros cinco e disse: ‘O senhor me confiou cinco talentos; veja, eu ganhei mais cinco’. “O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco; eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor! ’ “Veio também o que tinha recebido dois talentos e disse: ‘O senhor me confiou dois talentos; veja, eu ganhei mais dois’. “O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco; eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor! ’ “Por fim veio o que tinha recebido um talento e disse: ‘Eu sabia que o senhor é um homem severo, que colhe onde não plantou e junta onde não semeou. Por isso, tive medo, saí e escondi o seu talento no chão. Veja, aqui está o que lhe pertence’. “O senhor respondeu: ‘Servo mau e negligente! Você sabia que eu colho onde não plantei e junto onde não semeei? Então você devia ter confiado o meu dinheiro aos banqueiros, para que, quando eu voltasse, o recebesse de volta com juros.” ‘Tirem o talento dele e entreguem-no ao que tem dez. Pois a quem tem, mais será dado, e terá em grande quantidade. Mas a quem não tem, até o que tem lhe será tirado. E lancem fora o servo inútil, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes’ “. “ Mateus 25:14-30

“Vocês os reconhecerão por seus frutos. Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas? Semelhantemente, toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins. A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim pode dar frutos bons. Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo. Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão! “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres? ’ Então eu lhes direi claramente: ‘Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês, que praticam o mal! ’” Mateus 7:16-23

Paz!

Pr. Luciano Thomé

P.S.: Por favor, se você gostou desse artigo, compartilhe-o agora mesmo no Facebook e seja instrumento de Deus para que mais pessoas sejam tocadas por essa mensagem. Muito obrigado! 🙂

(Visited 1.485 times, 1 visits today)

Comentários do Facebook

Post anterior
Enfrentando os Problemas do Dia a Dia
Próximo post
Porque Não Fomos Chamados Para Desistir

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.