fbpx
Idolatria Evangélica

Idolatria Evangélica

“Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra.” Êxodo 20:4

Esse texto é muito usado por cristãos “evangélicos” para condenar a idolatria das outras religiões. Contudo a dita “igreja evangélica” também tem seus ídolos, imagens e amuletos.

O deus “ego”

Basta olhar para dentro das “igrejas evangélicas” e ver o deus “ego” sendo adorado o tempo todo. Pessoas em busca dos seus próprios interesses, colocando suas vontades acima da vontade de Deus.

O egoísmo está impregnado e o deus “ego” adorado. Dizem em seu coração: “meu próximo que se dane lá com os problemas dele, eu também tenho os meus. Primeiro vou resolver meus problemas e se der eu ajudo ele.”

Cristo torna-se um garçom atendendo a mesa do crente. Pedidos como “Por favor, me traz uma casa”, “Por favor Senhor, me dá um emprego novo”, “Como eu preciso de um carro grande Senhor, por favor”, e por aí vai.

Quanto mais carnal é o crente, mas ele precisa saciar suas demandas carnais. Com o olho focado em seu próprio umbigo, fica impossível ver as necessidades das pessoas ao redor.

Dessa forma, os dois grandes mandamentos (Mateus 22:37-40) são altamente negligenciados.

Imagens de Esculturas

Os crentes se orgulham de não adorar pessoas mortas esculpidas em gesso ou madeira. Contudo, pegam autógrafos de cantores e pastores evangélicos.

Experimente ver programas de “igrejas evangélicas” na TV e você vai ficar escandalizado com algumas coisas que acontecem. O “Bispo” caminha pregando entre os fiéis e, de repente, a toalhinha que ele enxuga seu suor é dada a uma das pessoas que assiste o culto como uma espécie de amuleto. É o suor “ungido” do bispo!

O desejo de tocar na camisa ensanguentada do “bispo”, o sorriso do cantor sensação gospel para mim, o óleo a mão do pastor tocou, e tantos outros absurdos formam esse teatro dos lobos devoradores da fé.

A pergunta é: Qual a diferença do católico que toca na imagem da santa e faz o sinal da cruz para o crente que se acotovela com outros para tocar na mão do “pastor ungido”?

Para mim a diferença é que a santa está morta e o pastor está vivo. Porque a idolatria é exatamente igual.

Os Amuletos

Para terminarmos, não posso deixar de falar dos “objetos ungidos”.

Evangélico adora zombar do católico. “Ih! Ele guarda um santinho na carteira com a imagem do santo tal achando que aquilo vai proteger”. “Olha aquela fitinha do senhor do bomfim que ele usa no braço. Que maluquice!”. “Toda vez que eles passam por uma igreja, fazem o sinal da cruz. Parece que se esquecerem, algo vai acontecer.”.

Os evangélicos zombam e riem à vontade com essas coisas, mas esquecem que, da mesma forma, eles têm o sal ungido, rosa ungida, garrafinha de água do rio Jordão, tijolinho ungido, fronha ungida, meia ungida, vassoura ungida e tudo o que pastores safados, exploradores da fé humana, veem como oportunidade para tirar dinheiro do povo.

Existe negócio mais lucrativo que comprar uma caneta por noventa centavos e vendê-la por cem reais só porque é “ungida”? Existe negócio melhor do que comprar uma fronha de travesseiro por centavos e vender por vários reais, totalizando mil ou dois mil por cento de lucro?

Essa é a forma que igrejas neo-pentecostais fazem para enriquecer, explorando a fé das pessoas. Negociando no templo, cuja atitude Jesus foi veemente contra. Essa é a forma que a fé no Deus invisível é transferida para objetos.

Macumba evangélica

Para mim, isso tudo parece como uma grande macumba evangélica. Porque além do amuleto, existe todo um ritual envolvido. O pastor diz: “Olha, essa caneta você só vai usar para assinar as coisas mais importantes”. “Essa rosa você vai passar no quarto todo do seu filho e ele vai abandonar as drogas”.

O que isso tem de diferente do banho de sal grosso e dos passes num terreiro de candomblé?

Se você frequenta igrejas com esse tipo de conduto, meu conselho é que você leia mais a bíblia, principalmente as cartas de Paulo aos Romanos, Gálatas e Hebreus.

Para terminar deixo meu louvor a Deus pela suficiência de Cristo na minha vida, de forma que não preciso de mais nada do que a fé Nele.

Paz.

Pr. Luciano Thomé

P.S.: Por favor, se você gostou desse artigo, comente abaixo e compartilhe-o agora mesmo no Facebook, e seja instrumento de Deus para que mais pessoas sejam tocadas por essa mensagem. Muito obrigado! 🙂

(Visited 3.623 times, 1 visits today)

Comentários do Facebook

Post anterior
Vitória Imerecida
Próximo post
Sepulcros Caiados

Posts Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

2 Comentários. Deixe novo

  • De facto a fé tem sido corrompida, uns acreditam que usam a água, as fitas e tudo mais como estímulo da fé, esquecem eles que a fé genuína não precisa de estímulo pois as escrituras sagradas tem de tudo… Que Deus Santo nos perdoe a nós que fracassamos no cumprimento do mandamento de Marcos 16:15 e as pessoas que o fazem pois estão cegas, não reconhecem os lobos disfarçados em ovelhas.
    Amém e Glória Deus.

    Responder
  • Ultimamente não vejo muita diferença entre a igreja católica e a evangélica , todos estão atrás das mesmas coisas ; dinheiro uns usam santos outros objetos ungidos , no meu ver não vejo diferença

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.