fbpx

Uma História de Amor

Artigos
9 Comentários

Quando o Senhor começou a falar por meio de Oséias, o Senhor lhe disse: “Vá, tome uma mulher adúltera e filhos da infidelidade, porque a nação é culpada do mais vergonhoso adultério por afastar-se do Senhor”. Por isso ele se casou com Gômer, filha de Diblaim; ela engravidou e lhe deu um filho. Oséias 1:2,3

O Senhor me disse: “Vá, trate novamente com amor sua mulher, apesar de ela ser amada por outro e ser adúltera. Ame-a como o Senhor ama os israelitas, apesar de eles se voltarem para outros deuses e de amarem os bolos sagrados de uvas passas”. Por isso eu a comprei por cento e oitenta gramas de prata e um barril e meio de cevada. E eu lhe disse: Você viverá comigo por muitos dias; você não será mais prostituta nem será de nenhum outro homem, e eu viverei com você. Oséias 3:1-3

Vivemos num mundo inundado por histórias de amor, mas a maioria delas mentirosas. Não são histórias de amor coisa nenhuma, mas relatos de luxúria, de fantasias sexuais e de dominação. Desde o berço, somos nutridos com mentiras a respeito do amor.

A gigantesca realidade de toda existência é que Deus é amor, que ele ama o mundo. Cada simples detalhe do mundo real com que deparamos todos os dias está permeado desse amor.

Mas, quando nossa mente é seduzida com mentiras a respeito do amor, temos grande dificuldade em entender esse ingrediente fundamental da vida diária, o “amor”, tanto o substantivo quanto o verbo, “amar”. E, quando a expressão básica indicativa “Deus é amor” é coberta com o grafite cultural, que obscurece e desfigura a verdade acerca do mundo, não conseguimos ir muito longe na tentativa de viver bem.

Oseias é o profeta do amor, mas não o amor como o imaginamos ou fantasiamos. Ele era uma parábola do amor de Deus por seu povo; uma parábola que se desenrolava à medida que Deus a revelava e representava, uma parábola viva.

É uma história extraordinária: um profeta recebe a ordem de se casar com uma prostituta e ter filhos com ela.

A mensagem é ainda mais extraordinária: Deus nos ama exatamente dessa forma, até quando estamos na pior situação. Com seu amor conquista homens e mulheres que nada sabem sobre o amor e os tornam amantes.

Se captarmos a história e as palavras que fluem dela, conheceremos muito melhor Deus e já teremos andado meio caminho em direção à cura de todas as distorções sentimentalizadas e neuróticas do amor, que nos impede de interagir com Deus que nos ama e de amar o próximo que nem sempre nos ama.

Convido você a ler o livro de Oseias e admirar esse homem que praticamente amou sem nenhuma perspectiva de ser amado. Amou com o amor que fluía de Deus para ele.

Quantos de nós estaríamos preparados para um chamado assim do Senhor? Em dias de homens tão machistas e egocêntricos, quantos estariam dispostos a obedecer ao Senhor?

Por incrível que pareça e por mais inacreditável que seja, aquilo que deveria ser a marca de todo cristão é, na verdade, aquilo que ele menos sabe fazer… AMAR COMO JESUS AMOU!

Paz!

Pr. Luciano Thomé

P.S.: Deixe seu comentário e em caso de dúvidas pode perguntar.

Comentários do Facebook

Post anterior
O Fermento dos Fariseus
Próximo post
Dízimo e Oferta

Posts Relacionados

9 Comentários. Deixe novo

  • Que linda história! Deus é perfeito em suas palavras. A comparação do povo e da prostituta: “Ame-a como o Senhor ama os israelitas”.
    É assim que o Senhor nos ama dia após dia… mesmo nós pecando e pecando, ele sempre nos ama e quer nosso bem.

    Glória a Deus!

    Responder
  • Amo seus estudos ( textos)

    Responder
  • Concordo. É realmente, uma bela história. E só poderia ter sido inspirada pelo Santo Espírito de Deus. Tudo que o Senhor quer de nós, é que o amemos de todo coração, espírito, pensamento e verdade.

    Responder
  • Paz do Senhor amado. Por isso que em corintios fala que tudo passa mais O Amor jamais se acabara. o amor de Deus é infinito.

    Gloria a Deus por isso, fique na paz.

    Responder
  • maria cristiane
    28 de julho de 2015 20:14

    Texto maravilhoso. Sou casada há 21 anos, meu esposo sempre me traiu, vivo na desconfiança a todo momento mesmo o perdoando. Mudei de tática, tenho pedido a Jesus Cristo que coloque no coração dele o desejo de conhecer a palavra de Deus pois sei que ela transforma, como mudou minha vida. Por favor ore por meu esposo, o nome dele e Fred, para que Deus toque o coração dele ao Evangelho.

    Responder
    • Olá Cristiane!

      Vou orar por ele sim. Quanto a você, quando as forças faltarem, olhe com os olhos do amor, da graça de Deus, e veja que ele só faz essas coisas por que não conhece o Evangelho e não tem a mínima noção do que faz consigo mesmo. Pense nas palavras de Jesus na cruz: “Pai, perdoa-os por que não sabem o que fazem!”

      Paz!

      Pr.Luciano Thomé

      Responder
  • Estou amando receber os teus estudos. Estão sendo muito edificantes.

    Gloria a Deus.

    Responder
  • Linda história, Deus é magnifico em toda sua obra. Glorificado e engradecido seja o SENHOR!!!

    Responder
  • Muito bom. Quero amar assim, mas parece tão difícil.. Meu Deus como eu quero.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu