fbpx
Olhe para Jesus

Olhe para Jesus

Artigos
Nenhum comentário

“Aquele que é a Palavra estava no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o reconheceu. Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam…Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus Unigênito, que está junto do Pai, o tornou conhecido.” João 1:10-11 e 18

Antes de começar a discorrer sobre o texto acima quero deixar uma pergunta no ar: Ora, se ninguém jamais viu a Deus que culpa teriam os judeus por não reconhecerem seu Deus quando Ele veio a esta terra?

Essa pergunta pode deixar uma brecha para pensarmos que realmente os judeus não tinham culpa. Afinal, como eles poderiam saber? Acontece que Jesus certa vez falou algo que responde a essa pergunta. O texto está em João 14:11 que diz assim: “Creiam em mim quando digo que estou no Pai e que o Pai está em mim; ou pelo menos creiam por causa das mesmas obras.”

Agora você pode dizer: “Ih pastor, me confundi ainda mais”. 🙂

Tá bom, para não te confundir ainda mais, vou explicar onde quero chegar com tudo isso.

A bíblia relata que tudo o que precisamos e Deus quis revelar sobre si mesmo estava manifesto em Jesus Cristo, ou seja, quem olha Jesus, olha o Pai (“Eu e o Pai somos um.” João 10:30). Em outro lugar (I Coríntios 13:9-12), a bíblia também diz que hoje conhecemos Deus em parte, ou seja, apesar de toda a plenitude de Deus estar em Jesus porque Ele é Deus, o que sabemos é apenas uma parte de Deus, ou seja, o que precisamos saber. Portanto, se pararmos um pouco para pensar podemos chegar à seguinte conclusão para ratificar isso:

  1. É impossível um Deus eterno manifestar tudo o que é em 3 anos de ministério.
  2. Se Jesus tivesse mostrado a totalidade de Deus em si, nós homens jamais seriamos capazes de fazer obras maiores do que a Dele, bem como Jesus disse que poderíamos (João 14:12).

Entendido isso, qual o grande erro dos judeus e de alguns cristãos até hoje? Resposta: O Deus idealizado não foi o manifestado.

Como assim pastor? Simples… Os judeus não reconheceram Jesus, porque o Messias que eles idealizaram foi outro completamente diferente. O Messias esperado por eles era alguém poderoso e que colocaria novamente Israel como uma grande nação, fazendo as demais nações sujeitas à ela por causa do seu Deus.

Quando Jesus veio em carne e demonstrou sua “fragilidade”, os judeus não acreditaram Nele. Não entenderam que a restauração de Israel era espiritual e não política. Idealizaram o Messias de forma totalmente errada.

No capítulo 14 do Evangelho de João, mostra também a falta de discernimento dos discípulos quando Filipe pede a Jesus para mostrar-lhes o Pai. A resposta de Jesus que se segue é que se Eles quisessem ver o Pai, bastaria olhar para Ele. Jesus ainda disse: “Pelo menos creiam por causa das mesmas obras”.

Se olharmos para a história, Deus foi idealizado por nós cristãos de muitas formas:

  1. Deus como um velhinho barbudo, carrancudo e que castiga pecadores.
  2. Deus bonzinho demais que aceita tudo que fazemos e que no fim passará a mão em nossa cabeça e iremos para o céu.
  3. Deus como inalcançável que está distante e que colocou intermediários para cuidar das coisas Dele.

Tantas são as idealizações sobre Deus. Isso sempre foi arma nas mãos de Satanás. Portanto, você não pode mais ignorar o texto pelo qual começamos esse artigo: “Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus Unigênito, que está junto do Pai, o tornou conhecido.”

Aprenda de uma vez por todas que é em Cristo que podemos conhecer o que Deus quer nos revelar. Ao invés de ficar conjecturando como Deus é, faz ou pensa, olhe a vida pela ótica de Jesus Cristo. Ele é a base para todas as nossas atitudes, pensamentos ou palavras.

Enquanto esteve nessa terra, Jesus não ficou filosofando sobre o Pai, Ele mostrou o Pai nas suas relações com as pessoas, amando-as com todo o seu coração.

Sabe quando estamos em dúvida para tomar alguma atitude e fazemos aquela perguntinha: “O que Jesus faria?”. Pois é, ela faz todo o sentido porque nas palavras e atitudes de Jesus estão o que Deus deseja que façamos. Ele é nosso modelo, mostrou a nós como fazer. Por isso que a escritura diz: “aquele que afirma que permanece nele, deve andar como ele andou.” 1 João 2:6

Deixe de ficar pensando no âmbito das ideias e olhe para Jesus, o autor e consumador da sua fé. Siga seus passos, tenha as mesmas atitudes que Ele de forma que você conhecerá Deus e será conhecido Dele.

Graça e Paz!

Pr. Luciano Thomé

 P.S.: Por favor, se você gostou desse artigo, comente abaixo e compartilhe-o agora mesmo no Facebook, e seja instrumento de Deus para que mais pessoas sejam tocadas por essa mensagem. Muito obrigado! 🙂

Comentários do Facebook

Post anterior
Sonho de Ser Mãe
Próximo post
O prazer do serviço

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu