fbpx

Mantendo a Aliança Com Deus

Artigos
Nenhum comentário

Genesis 17: 1-2 – Quando Abrão estava com noventa e nove anos de idade o SENHOR lhe apareceu e disse: “Eu sou o Deus todo poderoso ande segundo a minha vontade e seja íntegro. Estabelecerei a minha aliança entre mim e você e multiplicarei muitíssimo a sua descendência”.

Mateus 26: 26-28 – Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, deu graças, partiu-o, e o deu aos seus discípulos, dizendo: “Tomem e comam; isto é o meu corpo”. Em seguida tomou o cálice, deu graças e o ofereceu aos discípulos, dizendo: “Bebam dele todos vocês. Isto é o meu sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos, para perdão de pecados.

Como podemos ver nos textos acima, Deus é um Deus de aliança. Com Abraão, Deus estabeleceu uma aliança que era simbolizada através da circuncisão e permeou todo o Antigo Testamento. O ato da circuncisão testemunhava que aquela pessoa pertencia a um povo separado para Deus.

Quando Jesus veio trouxe uma nova aliança que, através do derramamento do seu sangue para perdão de pecados, substituiria a antiga aliança.

Entendendo isso, como cristãos, temos uma aliança com Deus. Assim, nessa aliança, Deus fica com a parte de nos salvar, guardar, perdoar, abençoar e tantas outras coisas. Já nossa parte está em obedecer a Ele e sua Palavra.

Além disso, Deus também nos conduz a formar alianças com outras pessoas. Quando casamos formamos uma aliança com nosso cônjuge ao ponto de formarmos uma só carne. Com nossos amigos formamos uma aliança de amizade. Na igreja formamos aliança com as pessoas como irmãos em Cristo e nos auxiliamos no caminho, em Cristo, rumo à salvação.


ENTRE TODAS ESSAS ALIANÇAS, A MAIS IMPORTANTE QUE TEMOS É NOSSA ALIANÇA COM DEUS.

De posse dessa verdade é que visualizo um grande problema entre os cristãos de hoje. É muito comum vermos cristãos preservando alianças em detrimento da sua aliança com Deus e isso não deveria acontecer.

Quantas vezes participamos de coisas erradas com as pessoas que temos aliança ao invés de repreender as atitudes delas. Vamos ver alguns exemplos?

Alguém conta uma piada imoral e rimos ao invés de dizer que aquilo é errado.

Vemos um irmão fazendo coisas erradas e ficamos calados ao invés de repreendê-lo.

Enfim, teríamos vários exemplos para colocar aqui. O fato é que nos calamos diante de coisas que sabemos aborrecer a Deus e isso será cobrado de nós. Por medo de perdemos uma amizade ou por ter um desgaste com um irmão ficamos calados e aí dizemos: “Não falei, pois ele(a) ficaria chateado(a)”.

Querido irmão, isso está extremamente errado. Com foi dito, a nossa aliança com Deus é mais importante do que qualquer aliança e o que estamos fazendo é preservar uma aliança com homens em detrimento da nossa aliança com Deus.

Portanto, sejamos verdadeiros representantes do Reino de Deus, mesmo que isso nos custe algumas alianças que fizemos ao longo de nossas vidas. Melhor assim do que nos arrependermos por não ter alertado uma alma que caminha para o inferno.

Deus abençoe,

Luciano Thomé

Comentários do Facebook

Post anterior
Evangelismo Carnal
Próximo post
Seja Sal da Terra

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu